Voz de Mãe – Babuska Fotografia

Hoje queria compartilhar com vocês uma novidade linda! A Babuska Fotografia, que é comandada pela Mari e pela Lis (as responsáveis por registrar a nossa família já tem alguns anos) lançou hoje um projeto chamado: Voz de Mãe, uma websérie disponível no canal da Babuska no Youtube que propõe mostrar relatos sobre a maternidade, dando voz a todas as formas de maternar e visibilidade a todas os tipos de mãe. No primeiro episódio, o tema foi o puerpério e tive o privilégio de ser convidada para relatar a minha experiência com a chegada do Lúcio, agora com 23 dias. Tá incrível e foi uma honra poder compartilhar essa etapa tão complexa da maternidade e ver meu relato sendo mostrado de forma tão delicada e bonita. Muito obrigada Mari e Lis pelo convite e desejo a vocês muito sucesso nesse projeto! Que a rede materna fique cada vez mais forte e alcance cada vez mais e mais mães que estão a procura de apoio e empatia! Então fiquem com o primeiro episódio, espero que gostem, curtam, comentem e compartilhem! Juntas somos mais fortes ♥

 

 

Cris

Tour no quartinho da Helena e do Lúcio

Desde que anunciei a gravidez lá no @familiaaventureira , recebi muitas mensagens perguntando se a Helena e o Lúcio iriam dividir o quarto, se eu faria algum tipo de reforma.. e como quem nos acompanha sabe que temos um estilo mais simples e minimalista, rolou muita curiosidade em como faríamos nesse processo e muitos pedidos de dicas. Resolvi então unir tudo em um post só! Mostrando como ficou o quartinho dos dois e como manter tudo o mais básico e funcional possível.

 

XGAP1409

Bom, pra começar, nos mudamos a menos de dois anos pra um apto novo. Adquirimos ele ainda em fase de construção e com todas as despesas de construção/decoração somada a pressa de sairmos do aluguel e irmos pra ele, muitas coisas ficaram pendentes e estão pendentes até hoje. Faz parte!

Então quando começamos a tentar engravidar, fomos listando as coisas que deveríamos fazer antes do Lúcio nascer por questões práticas e que seriam inviáveis de serem feitas pouco depois dele chegar. Entre elas, corrigir rachaduras de movimento do prédio dentro do apto (que acontecem nos primeiros anos), refazer a pintura e trocar o piso mas parte dessas melhorias estavam dentro da garantia do prédio e por isso ficamos na dependência da construtora agendar a obra. Ela aconteceu só aos 7 meses de gestação e nem preciso dizer que isso me deixou extremamente ansiosa e estressada. Se não fosse extremamente necessário por questões burocráticas e pela impossibilidade de ficar quase 1 mês fora de casa com um bebê recém nascido, não teríamos feito.

Mas deu tudo certo e aproveitamos pra finalmente fazer uma versão definitiva pro quarto da Helena.. porque desde que nos mudamos, o quarto dela sempre foi mais um depósito/cantinho de brinquedos do que um quarto, já que o bercinho dela ficava no nosso quarto e depois ela continuou dormindo com a gente.

Vamos ao que interessa.. na gravidez da Helena, eu ainda morava com meus pais e por isso, não passei por esse processo de construir um quartinho ou pensar em decoração. Minha irmã me emprestou um berço e foi isso!  Além disso, ela também me emprestou bebê conforto, cadeirinha de alimentação e todo o enxoval que minha sobrinha já não estava mais usando. Então basicamente não compramos nada! E apesar de não ter passado por essa fase gostosa de montar as coisinhas do nosso jeito, foi uma ótima experiência pra percebermos que um bebê não precisa de nada além do básico.

Com isso em mente, foi muito mais fácil nos prepararmos pra chegada do Lúcio. Como devolvi tudo pra minha irmã depois que a Helena cresceu, precisamos comprar tudo do zero.. então passei meses apenas pesquisando, imaginando como gostaria que ficasse o quartinho dos dois, busquei referências no Pinterest e procurei encontrar móveis/peças que combinassem com o que eu já tinha.

 

Sou apaixonada por quartinhos claros, clean e com aquela vibe boho/farmhouse sabe? Simples e aconchegante. Além disso, sabia que queria um quartinho bem básico, sem muitos brinquedos expostos e com poucas cores. Isso porque percebi o quanto esse excesso de cores, brinquedos a mostra etc atrapalhava o sono da Helena. Muitas noites em que ela dormia no quartinho dela, quando acordava a noite, imediatamente já se levantava pra brincar com os brinquedos que estavam a mostra. Então queria uma divisão clara entre lugar de dormir x lugar de brincar e um ambiente que ela realmente pudesse relaxar e ter uma noite de sono tranquila.

E o primeiro passo pra isso, foi levar em consideração o que ela gostaria pro cantinho dela. Bem humilde como sempre, a única coisa que ela me pediu foi uma prateleira ao lado da cama pra que ela pudesse colocar os livros e ler deitada ♥

 

NQJJ4088
Prateleiras e molduras da Leroy Merlin, Livros do Leiturinha, Arte “Amor” da Amor & Água, Folhas da moldura superior são do meu buquê de casamento.

IMG_4345
Como tinha na minha cabeça esse conceito mais simples, quis abusar bastante do branco, da madeira rústica e de outros elementos naturais que eu poderia garimpar por aí.  Compramos as prateleiras juntas, assim como fazemos com tudo que é pra ela e de quebra, já levamos essas molduras na mesma madeira, que estavam na promoção na Leroy Merlin. Já tínhamos a cama, que ela escolheu depois de passar uma tarde inteira pulando em todas as camas da Tok & Stok e que embora pareça uma simples cama branca de ferro, pra ela, é na verdade uma super cama elástica na qual ela passa boa parte do tempo pulando. O tapete é de uma lojinha de artesanato daqui de Floripa chamada Ilha Nativa, foi onde comprei nossos talheres de madeira, cesta de piquenique, cestos de palha e por aí vai. Ela fica do lado da nossa antiga casa e sempre passamos por lá. Demos sorte de encontrar esse tapete na medida perfeita pro quarto e nesse tom cru lindo, também em uma mega promoção.

 

IMG_4346

IMG_4344
O berço foi uma saga! A princípio, queria um berço branco de ferro pra combinar com a cama e fiquei meeeeeses procurando até encontrar um usado no Mercado Livre, porém o custo pra trazer ele pra floripa e restaurar a pintura, não compensavam. Fiquei meses a procura de um berço que combinasse com o resto do quarto, que fosse bonito, com uma carinha mais simples e não custasse uma fortuna.. até chegar a bendita Black Friday (já viu que adoramos uma promoção né? hahahahaha) e encontramos não só o berço, mas também uma cômoda bem parecida com o que queríamos, lá na Abra Cadabra. E como nem tudo é perfeito, tínhamos um problema: tudo isso não caberia dentro do quarto e teríamos que dividir entre o quarto das crianças e o nosso. Mas faz parte da vida de quem mora em apartamento pequeno né?  O móbile encontrei no Aliexpress e tem feito sucesso quando mostro nos stories do ig, queria muito um mobile de madeira e neutro mas tive dificuldade em achar por aqui e lá acabei encontrando como eu queria. Chegou rapidinho e tem a opção de comprar mais bolinhas avulso e acrescentar.

 

WMUL3229

MKNY9022
Helena com roupinha Loja Mimmo e lacinho Dona Nenzinha.

SHLN2662

GDEBE3945

Os cestinhos que ficam entre a cama e o berço são pra guardar alguns brinquedos e tiveram custo zero. Minha irmã ia jogar fora e como estavam novinhos, peguei logo quando nos mudamos e não tínhamos lugar pra colocar nossas coisas. O mesmo vale pro cabideiro de madeira, que é da tokstok também mas veio do quartinho do Henrique da época de criança/adolescente. Já o caixote de madeira com o resto dos livros da Helena,  era um caixote de feira que o Henrique conseguiu de graça e o pai dele pintou pra usarmos na decoração chá de bebê da Helena.

 

IMG_3957

GEZW5579


Na parede maior ainda não coloquei nada pois estou procurando artes com calma e pensando em uma maneira de preencher a parede sem ficar pesada. Por enquanto ela só tem o bastidor escrito Lúcio, que foi feito pela Fê do Ateliê Fê Flores e ficou exatamente do jeitinho que queria, simples e delicado. Logo vou colocar um igualzinho escrito Helena em cima da caminha dela, porque assim que ela viu, ela adorou e eu também! Talvez acabe ficando somente os bastidores e quem sabe umas plantas penduradas..

 

IMG_3955

No pé do berço, coloquei um cesto de palha que está com as malas da maternidade já prontas e que depois vai servir pra colocar mantas, almofadas ou algo assim. Na verdade ele é um cesto que comprei anos atrás pra colocar a árvore de natal dentro mas não fazia sentido deixar ele sem utilidade durante o resto do ano.. então achei um bom uso pra ele. Isso é algo que faço bastante aqui em casa quando compramos algo de decoração pra épocas específicas, como o natal por exemplo. Evito ao máximo comprar itens que tenham uma temática muito limitada, moramos em um apto pequeno e é um desperdício comprar algo pra usar uma única vez ao ano. Então sempre compramos itens que possam ser reaproveitados de outras formas ao longo do ano e que possam transitar por todos os cômodos da casa.

 

IGAA5403

E por falar em malas de maternidade, tanto as malas da maternidade, quanto as mochilinhas e as roupas de cama da Helena e do berço do Lúcio, são da Beterraba. Marca que eu sou apaixonada e que namorei antes mesmo de ser mãe. Lembro de entrar no site e ficar vendo (e querendo) tuuuudo! Minha primeira peça deles foi a Mochila Mami e assim que recebi, confirmei tudo que já sentia pela marca só de olhar de longe. O amor que elas colocam em casa peça, em cada detalhe.. você sente! É tudo feito com um carinho tão grande, que não tem como você não se sentir feliz. Dá vontade de abraçar e usar até não dar mais! hahahaha  Sem contar que além da beleza óbvia, tudo é feito com uma qualidade sem igual! Quem tem, sabe do que estou falando! É apaixonante MESMO e hoje temos o privilégio de além de ter inúmeras peças da marca, poder chamar a Débora e a Flávia, as duas mães empreendedoras e idealizadoras desse sonho, de amigas! Atualmente além das vendas online, elas tem a Casa Beterraba e já estamos planejando passar por lá pra conhece-las pessoalmente depois que o Lúcio estiver maiorzinho e tivermos voltado a nossa rotina de viagens. Pra maternidade estou levando a Bolsa Nina e a Mala Ben, que sempre nos acompanha nas nossas viagens e coube tudo que eu precisava levar pra mim e pro Lúcio e até as coisas do Henrique.

 

FCEM6217

 

JSRY8143
Já nas roupas de cama.. na caminha da Helena, optamos por colocar tudo em branco. Amo roupa de cama branca e esse lençol e fronha fofinha são uma delícia! Já estou querendo na versão adulto hein Beterraba?! No berço do Lúcio, os rolinhos e as almofadas são cinza chumbo e o lençol é dupla face cinza/branco, que acompanha as fronhas fofinhas menores. Assim podemos deixar combinando com a cama da Helena, ou seguindo as cores do resto do Kit berço. Combinou demais com a proposta do quarto e com toda a ideia de aconchego que queria passar.. adoro me deitar com a Helena nessa caminha fofa e não vejo a hora de ter o Lúcio deitadinho nesse berço. Ah, junto com as roupas de cama, veio uma arte linda da Amor & Água, com uma das minhas passagens favoritas e acabei colocando ela em uma das molduras na lateral da cama da Helena.

 

HGBS5700


WGQU6272
Agora a pergunta que não quer calar.. onde estão os brinquedos da Helena? Bom, compramos uma porção de caixas organizadoras plásticas e colocamos algumas dentro do armário e outras em um espaço atrás da porta do quarto. Quando ela quer brincar, ela mesmo pega e depois guarda. Fecha a porta do armário e pronto. Além de tirar a poluição visual de uma porção de brinquedos a mostra na hora de dormir, usamos as caixas como uma maneira dela brincar de forma mais proveitosa com os brinquedos, fazendo rodízio das caixas. Quando tudo ficava a mostra, eram tantas opções que ela não conseguia brincar efetivamente com um único brinquedo. Quando passamos a fazer essa seleção, ela passou a investir mais tempo nos brinquedos disponíveis e a brincar com mais qualidade e criatividade.

 

IMG_4343
Espelho do armário da Helena e uma barriga de 36 semanas.

 

 

Como disse lá em cima, faltou espaço no quarto e tivemos que colocar a cômoda no quarto de casal, o que acabou não sendo nenhum problema além do “estético”. No primeiro ano de vida do Lúcio, ele irá passar as noites no nosso quarto, em um moisés do lado da cama, tanto pra evitar os riscos de morte súbita neonatal quanto pra facilitar na amamentação durante as madrugadas (sem contar que eu aaaaaamo ter as crias pertinho) , então além do moisés, ficou a cômoda com o trocador e a poltrona de amamentação no nosso quarto.  A poltrona comprei usada no olx pouco depois que a Helena nasceu e a intenção era reformar ela dessa vez, mas depois de mil orçamentos que sairiam o preço de uma poltrona nova, optamos por deixar ela como está. Não tem nenhum rasguinho mas esse tecido vai amarelando com o tempo e já não está mais tão branquinha.. então fizemos uma limpeza nela com um produto mágico e pronto. Ela não é a mais bonita e não combina muito com o resto dos móveis aqui mas ela é tão tão gostosa que não abro mão. Foi minha companheira em muitas madrugadas com a Helena e será agora com o Lúcio.. sem contar que ela balança e salva a minha coluna! E se tem uma coisa que aprendi na prática é que na maternidade, conforto e praticidade vem acima de qualquer luxo ou estética.

 

JKUG7257

E falando em luxo, acho que o maior luxo que podemos ter e oferecer aos nossos filhos é o amor. Não tenho nada contra quartinhos mega produzidos, idealizados por arquitetos, decorados por designers.. mas tenham em mente que isso reflete apenas um desejo dos pais e não uma necessidade dos filhos. As vezes recebo mensagens de mães que se sentem tristes por não poder tirar do papel aquela idealização do quartinho dos sonhos pros seus filhos e sempre digo: está tudo bem! Como mãe, eu entendo que esses planos as vezes são feitos antes mesmo de engravidarmos, as vezes antes mesmo de estarmos em um relacionamento.. eu mesma sempre quis ser mãe e construí muitas idealizações antes mesmo de conhecer o Henrique. E muitas vezes me vi precisando abrir mão de algumas coisas que gostaria pra poder ter outras mais importantes.  Mas como disse, são idealizações. E mais importante que uma idealização, é a realidade. E a realidade é que com ou sem quartinho dos sonhos, num berço importado de mais de mil reais ou num bercinho de segunda mão,  você terá um bebê perfeito que precisará de apenas uma coisa: VOCÊ! e dando a ele todo o amor que você tem, você estará proporcionando a ele algo que nenhum luxo pode oferecer.

Então a maior dica que posso dar pra montar um enxoval e um quartinho minimalista, é entender que nem tudo que você quer, ou que é vendido como um “must have” é de fato útil ou necessário. Basta usar a criatividade e colocar amor em tudo que você fizer. Porque quando você olhar o resultado final, mesmo tudo sendo simples, improvisado ou reaproveitado, terá a sua cara e transmitirá o seu amor ♥

Cris

 

5 atividades pra fazer no outono!

Hoje começa o outono, uma das melhores estações do ano, na nossa opinião, e uma das mais desejadas por mim! Afinal, pra uma grávida na reta final, nada melhor do que dizer adeus ao calor escaldante que fez em Floripa nesse verão e poder curtir as últimas semanas da gestação ao ar livre sem desconfortos. Além do mais, é nessa estação de ar geladinho, folhas secas no chão e bebidas quentinhas, que vamos completar nosso primeiro ano de casados e receber nosso segundo filho, Lúcio, previsto pra nascer no final de abril.

TWWV4940

Então inspirada em tudo isso, resolvi fazer uma lista com 5 atividades pra fazer nessa época tão gostosa!

1 – IR A PRAIA

Sim! Outono também é época de ir a praia! O sol já não está tão forte.. o clima está super agradável, a temperatura da água ainda está boa e as praias geralmente estão mais vazias e tranquilas, afinal o carnaval já passou, a maioria dos turistas já foram embora e difícilmente você vai enfrentar trânsito. Da pra caminhar, estender uma toalha/canga e levar um livro, deixar as crianças brincando a vontade sem se preocupar em os perder de vista naquela muvuca toda do verão.  Por aqui, estamos na praia em todas as estações e até nos dias de chuva.. mas esse ano ainda não fomos, justamente pelas filas intermináveis e pelos casos de virose que rolaram aos montes. Então agora que está mais tranquilo, não vejo a hora de relaxar ouvindo o som das ondas!

7516758736_IMG_5288

 

 

2 – FAÇA UMA TRILHA

Em geral as pessoas preferem o verão pra praticar esse tipo de atividade, mas dependendo de onde você mora e o tipo de trilha que vai fazer, o verão acaba tornando essa atividade mais desgastante e as vocês até perigosa. Ano passado trilhamos muito no verão, porém esse ano evitamos por conta do calor (tivemos o verão mais quente dos últimos 120 anos!)  e acompanhamos nas notícias vários casos de acidentes em trilhas aqui em floripa por conta disso.  Já no outono, temos um clima mais misto e ameno, temos o sol..mas não está quente e ainda não temos muitas chuvas etc  É menos cansativo pros adultos e muito mais agradável (e seguro) pras crianças. Só não esqueçam dos cuidados básicos como vestimentas, água, alimentação e de checar a previsão do tempo. Pra quem mora em floripa, não possui muita experiência em trilhas e gostaria de incluir as crianças, recomendo a trilha do gravatá e a trilha da praia do saquinho. O visual das duas no outono é incrível e são trilhas mais seguras e sinalizadas.

 

DCIM100GOPRO

 

3 – VÁ ACAMPAR
(ou passar o dia em um camping…)

 

É o clima perfeito pra acampar pelos mesmos motivos que citei nos itens da praia e da trilha. Você não passa calor e também não precisa investir em equipamentos de camping pra climas mais extremos, o básico já resolve. E caso você não queira passar a noite, dá pra aproveitar apenas o dia.. a maioria dos campings (com estrutura) oferece dayuse e você pode montar sua barraca, usar de todas as comodidades do espaço e ir embora no fim do dia. Alguns campings com estrutura possuem banheiros, churrasqueiras ou espaço pra fogueiras, estrutura pra amarrar redes e até playground pras crianças. Adoramos montar a barraca, a redinha da Helena, fazer cachorro quente ou assar marshmallow na fogueira, brincar com a Helena ao ar livre, deitar..conversar e no final do dia ir embora, se quiser. Nesses casos, a barraca acaba sendo ótima pra colocar os pequenos pra dormir durante as sonecas! Assim eles ficam protegidos dos mosquitos, do sol, vento etc

 

camping

 

4 – FAZER UMA MINITRIP DE CARRO

Com o verão e o período de férias encerrados, as estradas já estão mais tranquilas e seguras e é um bom momento pra fazer aquela viagem curtinha de carro com a família! Dá pra alugar um lugarzinho no airbnb (já existem várias opções com preço de baixa temporada nas praias e ainda não entraram os preços de alta temporada pros lugares mais frios como a serra) e passar o final de semana inteiro.. ou então escolher uma cidade vizinha pra passar o dia! Geralmente fazemos essas minitrips só pra passar o dia mesmo, escolhemos lugares próximos.. os pontos turísticos que queremos visitar ou fazemos um roteiro mais gastronômico, como visitar aquele café colonial no interior que todo mundo fala.. sabe? Pra quem é de Floripa ou Santa Catarina, é só pesquisar aqui no blog todos os nossos passeios e viagens, que tem uma porção de opções! Em Pomerode está começando a Osterfest, festa da páscoa que acontece todo ano e que é uma ótima opção pra família toda! Brinquedos pras crianças e comida típica pros adultos. Fomos o ano passado e foi demais. Em Rancho queimado, além das paisagens de filme durante o outono, existem cafés coloniais maravilhosos e fábrica/café e loja de chocolates artesanais. Em São Martinho tem o famoso Fluss Hauss que além de ser o melhor café colonial de Santa Catarina, tem as também famosas bolachinhas decoradas pra páscoa e espaço pras crianças. Todos esses roteiros e informações estão aqui no blog, só rolar pra baixo.

sao martinho

IMG_0738

 
5 – PICNIC

Toda época é época pra picnics e todo lugar é válido. Na praia, na trilha, no parque, na praça, no camping e até no porta malas do carro. É só escolher um lugar legal, pedir pras crianças separarem uns brinquedos, preparar ou comprar umas comidinhas gostosas, pegar uma toalha ou canga e pronto. Da pra ir só com a família, a dois ou chamar os amigos.. É  uma das coisas mais simples, de baixo custo pra fazer e que fazem toda a diferença naquela tarde tediosa. Preparamos nosso café da tarde com café, bolinho e algumas frutas.. colocamos tudo na nossa cestinha, já temos um tapete no carro pra isso, a Helena escolhe uns brinquedos e pronto.  Já disse por aqui lá no post de atividades pras férias, que a Helena ama! principalmente quando fazemos picnic no porta malas do carro em dias de chuva.. estacionamos de frente pro mar, abrimos o porta malas, colocamos o tapete e algumas almofadas, deixamos o som baixinho.. e ficamos ouvindo música, conversando.. ou ouvindo o som do mar e da chuva.

pro pinterest

7516842416_IMG_4291

Espero que vocês gostem dessas dicas super simples e se inspirem nessas atividades pra aproveitar bastante os dias de folga ao ar livre! Mal posso esperar pra fazer todas essas coisas e compartilhar com vocês!

Urubici: O roteiro completo

Sempre que queremos dar uma escapada da realidade, vamos pra Urubici e nos desconectamos do mundo. Já visitamos lá em todas as estações e fica difícil escolher a melhor! Nesse ano viajamos pra lá algumas vezes e depois de receber várias mensagens e perguntas sobre lá, senti que fiquei devendo um roteiro completo sobre esse lugar maravilhoso. Então se você tem interesse em conhecer essa cidade incrível, pega uma caneta e um caderninho e anota todas essas dicas porque compilei TODAS as nossas viagens pra lá em um post só!

Nossa primeira viagem pra Urubici foi em 2017 e foi uma das mais especiais pra mim até hoje. Por conta das alergias da Helena, optamos por não viajar até ela estar tolerante.. mas dois anos haviam passado e as chances dela nunca se curar de fato, eram altas. Sempre havíamos falado que quando ela atingisse a tolerância, faríamos uma viagem pra comemorar e descansar. Como esse dia não chegou, resolvemos parar de esperar e ir mesmo assim. Então alugamos uma casa no Airbnb, totalmente equipada para podermos preparar as refeições dela e que de quebra, fica no topo de uma montanha, com uma vista de tirar o fôlego. O nome do lugar é Chalé Pé da Montanha e pra saber mais sobre o lugar, tarifas e disponibilidade, o link está no final do post. O anfitrião Eduardo nos recepcionou super bem, colocou sua horta de orgânicos a nossa disposição pra colher frutas pra Helena e até me deixou um livro sobre o organismo humano com um capítulo marcado sobre alergias. Se a casa já é linda nas fotos, pessoalmente ela é incrivelmente melhor. Repleta de janelas de vidro que dão vista pra uma imensidão verde, um quarto que parece com sonho, com a cama mais confortável e cheirosa do mundo.. e uma grande porta de vidro que dá direto ao deck, onde passamos muitos momentos apenas olhando a paisagem. Além disso, o deck conta com um quadrado fechadinho cercado com um sofá cheio de almofadas e uma fogueira no meio. Não dava vontade de sair de lá, foram os 5 dias mais tranquilos que já tivemos.

IMG_0858

Em uma das nossas últimas idas pra lá, aproveitamos pra conhecer o novo chalé que o Eduardo construiu próximo a casa que alugamos e que também já está disponível para aluguel no airbnb. O chalé se chama Rubi e é realmente uma preciosidade. Pequenininho e aconchegante, tem uma proposta mais intimista e conta com uma hidromassagem em um cantinho com paredes e teto de vidro, mostrando toda a vista linda que aquele lugar tem. Já fiquei imaginando como deve ser aproveitar a hidro observando o céu a noite, cheio de estrelas.. um sonho mesmo! Do outro lado, uma cama de casal e uma lareira na frente. A diária te dá direito a um café da manhã com frutas colhidas da horta do próprio Eduardo ( os melhores morangos que comi na vida!! ) O lugar já está tendo bastante procura e precisa ser feito reserva com antecedência. Com certeza um lugar perfeito pra um final de semana romântico a dois ( Tá lendo isso, Henrique?!)

IMG_5288

Já no começo do ano estávamos de férias aqui em Floripa e tínhamos planejado muita praia, areia e sol. Porém, já no segundo dia, vimos que a previsão do tempo indicava chuva por toda a semana, o que estragava totalmente os nossos planos. Então durante o café da manhã, o Henrique soltou “Que chuva, não tem nada pra fazer, que vontade de ir pra Urubici” e então, 2h depois, estávamos de malas prontas e  reservas feitas.

Dessa vez, alugamos um chalé nos Coloniais Beckhauser, lugar que havíamos conhecido no último dia da nossa primeira viagem pra lá, enquanto comprávamos geleias caseiras e que havíamos prometido nos hospedar quando retornássemos.

A propriedade é da família Beckhauser e proposta do local é justamente ter a experiência da vida rural. Li um review deles no tripadvisor que dizia: “é como ficar na casa dos avós” e nenhum comentário poderia ser melhor do que esse.

Um local simples, que mantém seus móveis antigos, tudo cheio de amor e capricho. Onde você pode tirar leite da vaca, colher frutas direto do pé, ficar conversando na varanda enquanto toma chimarrão e o maior luxo é você é ser acolhido como um membro da família. Local perfeito pra se hospedar com os filhos, aproveitar as maravilhas da vida simples do campo e se sentir em casa! ♥

IMG_5399

Assim que chegamos lá, fomos recebidos pela Dona Irma e Seu Evaldo, que nos levaram até nosso chalé e depois nos apresentaram cada cantinho da propriedade. Um sítio lindo, repleto de plantações, flores e animais andando livremente.  O local também possui uma casa separada, onde você consegue se hospedar em um dos quartos, dois chalés privativos e um museu da família, que mantém todos os objetos antigos que eles usavam para o trabalho nas plantações, além de utensílios do lar que foram passados por gerações.  Inclusive, até a cadeirinha de alimentação infantil que ofereceram pra Helena, havia sido usada pelo filho do casal a mais de 30 anos atrás, tudo em perfeitas condições e cheio de histórias. Além disso, logo na entrada, fica um chalézinho super fofo onde eles vendem as geleias feitas por eles mesmos, além de brinquedos feitos em madeira. Todas as geleias são orgânicas e produzidas pela própria família. As nossas preferidas são: morango, amora e de hibisco!

Lembra do review “como ficar na casa dos avós”? É extamente assim! Chalé limpinho e cheiroso. Dona Irma e seu Evaldo cuidam de TODOS os detalhes pra você não precise fazer absolutamente nada a não ser descansar! Nossa estadia lá foi tão especial, que toda vez que vamos pra Urubici, é lá que ficamos. O ponto alto, com toda certeza, foi o café da manhã. No nosso primeiro dia lá, quando acordamos, dois guarda-chuvas haviam sido colocados na porta do nosso chalé e os portões haviam sido abertos pra não nos molharmos até o caminho da casa onde seria servido o café, pois estava chovendo. Quando chegamos lá, o Seu Evaldo estava nos esperando e disse que eles iriam servir nosso café na própria casa deles.

IMG_5467

Pra quem cresceu com avós morando no interior, foi como voltar no tempo! Aquela mesa farta, cheia de pães, bolos, waffles, geleias, queijos e frutas (amora, framboesa e physalis), tudo caseiro e delicioso. Ficamos lá umas 2h comendo e conversando, enquanto a Helena literalmente se sentia em casa e corria de um lado pra outro com a Luna, cachorrinha da família. Infelizmente tínhamos horário pra sair, senão tínhamos ficado lá a manhã inteira (ou até a comida acabar pelo menos.. hahaha)


Se a recepção lá é super acolhedora e as opções de hospedagem são ótimas, o que falar dos pontos turísticos? Meu sonho seria morar lá e poder desfrutar daqueles lugares todos os dias.

Antes de ir pra lá, fiz uma pesquisa extensa de tudo que Urubici oferece e o que realmente não poderíamos perder. É muito importante se informar antes porque alguns lugares precisam de uma licença para visitação, correm o risco de estar fechados por conta do clima ou em obras, dependendo da época do ano.

Como já disse, já fomos pra lá em todas as estações e como “turista” posso afirmar que a melhor época pra ir pra lá é no verão. A cidade, que fica na Serra Catarinense, é muito procurada no inverno devido as baixas temperaturas, a possibilidade de neve, as pousadas, vinhos e outras delícias. Nós moramos em Florianópolis, a capital de Santa Catarina e um dos destinos mais procurados durante o verão, pela sua quantidade de praias e belezas naturais.  Então a princípio, trocar praias com água cristalina, caipirinha e frutos do mar na beira da praia não parece fazer muito sentido né? Mas aí que a maioria se engana..

Justamente por ser baixa temporada, é que viajar para Urubici acaba sendo a opção perfeita pra quem busca fugir do agito e do movimento intenso e de quebra, também fugir do calor. Pois lá, em pleno verão, durante as noites, a temperatura está na casa dos 10° – 15°C e você pode dormir enrolado no edredom com direito a lareira e tudo mais.  Já durante o dia, as temperaturas ficam em torno dos 20°C – 25°C e rápidas pancadas de chuva são bens comuns, o que colabora pra deixar o clima ainda mais agradável, sem atrapalhar nenhum roteiro.
FXGO7237

Além disso, você encontra disponibilidade em praticamente todas as pousadas e hotéis, sem precisar agendar com muita antecedência e os pontos turísticos estão completamente vazios, o que possibilita você fazer passeios mais elaborados e desfrutar de todas as atrações turísticas da cidade com tranquilidade.

No inverno, as pousadas estão lotadas e você precisa fazer a reserva com meses de antecedência. Os pontos turísticos e estabelecimentos estão tão cheios que por conta disso, alguns pontos turísticos estabelecem um limite de tempo que você pode permanecer no local.   Por exemplo, no Morro da Igreja, que é o ponto turístico mais visitado. No verão, ficamos lá uns 40 minutos e ficamos sozinhos em alguns momentos. Já no inverno, o tempo de permanência lá é de 15 minutos e tivemos que esperar meia hora na fila pra podermos subir.

E já que estamos falando em pontos turísticos, como eu disse, o ponto turístico mais visitado por lá, é o Morro da Igreja, um dos lugares mais lindos que já vi.. com uma paisagem que parece de outro mundo. Pela altitude, lá tem muuuuuita neblina e existem muitas chances de você não enxergar nada.. especialmente no inverno. Mais um ponto pro verão, que nos proporcionou uma visão limpa e a vista da famosa Pedra Furada. Sendo verão ou inverno, recomendo levar um casaco ou blusa manga longa porque lá é frio! Pra subir lá, você precisa pegar uma licença no ICMBIO que fica no centro da cidade. Na última vez que fomos pra Urubici, a estrada de acesso estava em obras e não conseguimos subir.. por isso, antes de ir, ligue lá e se informe pra ver se está tudo ok.

DCIM100GOPRO Processed with VSCO with f2 preset

Descendo a estrada do Morro da Igreja, faça uma parada no Vale dos Sonhos. O lugar fica bem escondido e você precisa prestar atenção as placas. Fazendo jus ao nome, o lugar é um SONHO. Um jardim repleto de uma infinidade de plantas e flores, borboletas voando e uma casinha super fofa ao fundo, que possui uma lojinha onde você pode comprar velas, geléias e plantas medicinais que eles produzem. Recomendo MUITO comprar o mel de Flores da Montanha e o de Alecrim (é um santo remédio!) e as velas de cera de abelha, que além de cheirosas tem uma faísca super diferente das tradicionais. É uma graça e uma ótima lembrança pra presentear alguém (se você é como eu, do tipo que compra lembrança em viagens)
E pra quem é vegano ou vegetariano, você pode fazer uma reserva pra almoçar ou jantar lá! Porém a reserva precisa ser super antecipada porque esse é um serviço exclusivo e só aceita uma reserva por horário.

IMG_5699

Pra quem gosta de caminhar e não tem medo de lugares fechados e aranhas (rss) um passeio super legal, é pelas Cavernas do Rio dos Bugres. Mais um lugar lindo com uma paisagem verde sem fim, com pequenas cavernas que você pode atravessar e que antigamente, eram abrigos para índios. Dá pra caminhar lá a vontade e se sentar a beira dos riachos pra descansar a aproveitar a paisagem. Lá é uma propriedade privada e por isso, é cobrada uma taxa simbólica na entrada. Leve dinheiro porque não aceita cartão.

Outro lugar pra quem gosta de trilhar e estar perto da natureza, é o Arroio do Engenho. Um dos lugares mais lindos de Urubici na minha opinião. Lá fica a Cascata da Neve e possui um camping incrível pra ficar. São vários “spots”ao longo do riacho, cada um com tomada e uma fogueirinha pra se aquecer. O camping também conta com banheiros, churrasqueira e lugar pra enxer as garafinhas de água com água direto da fonte. Uma delícia! Aos fundos do camping, uma trilha construída a mão pela família dona do local, que dá acesso a Cascata da Neve, que tem esse nome pela queda d`agua se transformar em queda de flocos de neve no inverno. Demais né? A trilha é tranquila de fazer. Porém, crianças pequenas (que ainda não conseguem fazer a trilha a pé) PRECISAM estar em um carregador de bebê (sling, mochila etc) pois alguns trechos exigem que você esteja com as mãos livres pra se segurar. Já fizemos essa trilha algumas vezes e acreditem, levar o bebê no sling/carregador, é a forma mais fácil e segura de fazer a trilha. Não sei como está funcionando atualmente porque a Helena sempre vai na mochila mas na primeira vez que fomos lá, o dono só nos deixou subir porque viu que a Helena estava bem presa na mochila nas minhas costas e explicou que já proibiu algumas famílias de subirem por conta disso. Então o melhor é fazer a coisa certa e ter um passeio agradável e seguro né? Vai por mim, vale muito a pena.

IMG_9314

Se as pessoas tomam banho lá, eu não sei. Fato é que quando subimos lá no verão, assim que chegamos no topo, tiramos nossas roupas e entramos na água. A queda não é muito forte e água é rasa naquele ponto, então a Helena amou poder entrar lá e se molhar com a gente. Sabe aquele banho que lava a alma? Foi esse! Descemos a trilha geladinhos e renovados.

Já passamos a noite lá no camping e pra quem quer uma opção de estadia mais aventureira e na natureza ainda, sem perder o conforto e a segurança, que seja tranquilo pra levar as crianças, lá é uma ótima opção! O único “problema” é que a eram tantas estrelas no céu, que a Helena se recusou a dormir pra poder ficar olhando pra elas. Mas adormecer ouvindo o riacho correndo do teu lado, faz tudo valer a pena.
(Sendo bem mãezona, não preciso lembrar que se você for acampar lá, mesmo sendo verão, tem que levar roupa pro frio!)
IMG_9399

IMG_9325

Outro ponto turístico bem conhecido é a Cascata do Avencal. Você pode conhecer ela tanto por cima, quanto por baixo. Pra ter a vista de cima, você precisa entrar pelo Parque Cascata do Avencal, que além de proporcionar uma vista incrível, fornece algumas atividades esportivas como a tirolesa por cima dela. Nós já fizemos e é uma experiência única. Precisei fazer duas vezes seguidas pra absorver o que é passar por cima daquela cascata imensa. Além disso, oferecem trilhas, pedalinho e tirolesa infantil. Pra entrar lá você precisa pagar uma taxa e as atividades são pagas a parte. Pra ter uma vista de baixo, você precisa fazer uma trilha. Nós tentamos uma vez mas o acesso estava em obras. Agora sei que lá embaixo tem uma pousada chamada Encantos do Avencal.

IMG_0854

No mesmo caminho do parque, está a Cascata Véu de Noiva, que fica dentro de uma propriedade particular e conta com um restaurante com vista pra Cascata. A entrada também é paga mas confesso que apesar de muito bonita, só visitamos uma vez.

Processed with VSCO with t1 preset

Na nossa última viagem por lá, aproveitamos pra conhecer um lugar que ainda não havíamos visitado e que é super conhecido e muito bonito, o Morro do Campestre, que te dá uma vista linda de Urubici e do Vale do Rio das Canoas. O acesso é super fácil e a subida do morro é bem tranquila.

RGPU3960

Já na divisa com Grão Pará, está a Serra do Corvo Branco, uma estrada no meio de um paredão de pedras de 90 m de profundidade. Volte meia a estrada está completamente coberta pela neblina, tornando o lugar ainda mais mágico. Desde que conhecemos lá, aquele lugar tem se tornado cada vez mais ponto turístico pra sessões de foto de casamento, gestante etc.. de tão lindo e único que é aquele lugar.
IMG_3347


A cereja do bolo de Urubici, literalmente, é a gastronomia. Babo só de escrever e lembrar dos lugares que passamos por lá. Sou do tipo que quando gosto de um lugar, vou sempre nele pra não ter erro. E já temos nossos preferidos pra compartilhar: Pra almoçar, sempre escolhemos o Paradouro Santo Antônio, um restaurante bem conhecido por lá.. com um espaço aconchegante e muitas opções de comida. Agora eles possuem um buffet que uma infinidade de opções e carnes e peixes a la carte. Recomendamos a truta, que é o peixe típico da região e que eles sabem preparar como ninguém! O atendimento é ótimo e apesar de não ter um espaço kids específico, as crianças são super bem recebidas. O que me lembra de fazer um adendo aqui: nenhum lugar lá possui espaço kids mas você não vai encontrar nenhuma cidade que receba tão bem as crianças quanto lá! Juro!

MMAB1454

Outro lugar que adoramos, é o Manali, um bistrô pequenininho, que oferece massas caseiras, hamburgers artesanais e trutas (peixe típico da região). Fomos de hamburger entrevero, que combina salame, bacon, carne, pinhão com pão de cerveja e minha nossa..que coisa maravilhosa! Preço justo, ambiente super agradável e ótimo atendimento. Pra quem curte cervejas e vinhos, eles tem muitas opções. Não consegui fotografar muito o ambiente e os pratos porque a fome e o cansaço falaram mais alto..

Uma coisa que não dá pra fazer, é ir em Urubici e deixar de provar um café colonial típico! Quando não estamos na pousada e tomamos o café da manhã lá, gostamos de ir no Lenha no Fogo.  Um espaço super fofo que oferece um café colonial repleto de doces e salgados, queijos, salames e geléias caseiras. Além de café, sucos, chá e chocolate quente a vontade. Vá com calma e aproveite essa experiência.

Como Urubici é uma cidade pequena, você só precisa ficar de olho no horário de atendimento dos estabelecimentos. Os restaurantes costumam fechar cedo no almoço e se bobear, você corre o risco de ficar sem.

WBNT3563

Nosso roteiro está chegando no fim e apesar de parecer que existem poucos pontos turísticos aqui, esse roteiro dá pra dividir em vários dias! Os pontos turísticos são distantes um dos outros, separados por muitas estradas e paisagens que foram feitas pra serem apreciadas. A proposta da cidade é justamente se desligar do mundo e se conectar com a natureza. Aproveitar cada momento dessa cidade única onde o clima muda constantemente. Parecendo que é justamente pra você não fazer planos e apenas se deixar levar. Curta o frio, a neblina, o sol, o calor, a chuva, a neblina de novo, o sol de novo e por aí vai. Se prepare pra ficar sem sinal no celular e tenha dias de muita paz, cheiro de natureza, paisagens inesquecíveis e comida boa.

IMG_5269

Espero que tenham gostado desse mega roteiro e não esqueçam de nos marcar nas redes sociais se fizerem essa viagem incrível. Só nos marcar nas publicações usando @familiaaventureira e #roteirofamiliaaventureira

Se você quer mais informações sobre o Chalé Pé da Montanha:
AIRBNB – Chalé Pé da Montanha

Se você quer mais informações sobre a Pousada e Coloniais Beckhouser:
Acolhida na Colônia – Pousada e Coloniais Beckhauser

Se você quer mais informações sobre o Chalé Rubi:
AIRBNB – Chalé Rubi 

Se você quer mais informações sobre a visitação do Morro da Igreja:
ICMBIO – Visita ao Morro da Igreja

Cris & Henrique

Pra ouvir na estrada

Quem não gosta de viajar ouvindo aquela playlist cheia de músicas que te fazem olhar pela janela do carro, ver a paisagem e pensar na vida? ou não pensar em nada..?

A gente ama e não sai de casa sem música! Como já disse lá na Playlist Pra ouvir em um final de semana chuvoso, amo fazer playlists pra momentos específicos e essa playlist fiz especialmente pra nossa última viagem pra Urubici, pra ver as montanhas e acampar.

Dei uma atualizada nela esses dias e percebi que ainda não tinha postado aqui! Pra ouvir a nossa playlist, basta clicar aqui, nos procurar lá no Spotify pelo nome da FamiliaAventureira ou procurar aqui no ladinho entre as nossas redes sociais.

Dá e o play e bora cair na estrada?

 

5 dicas de programas pra fazer com as crianças!

Essa semana a Helena entrou de férias e eu já fui logo bolar uma listinha de coisas que poderia fazer com ela durante esses dias, já que nem eu e nem o Henrique estamos de férias e não vamos poder viajar. Pensando nisso, resolvi compartilhar com vocês uma listinha com 5 programas que a gente ama fazer e que são perfeitos pra fazer com as crianças nas férias!

1- PIQUENIQUE
Esse não poderia faltar na nossa lista, a gente ama um piquenique, vocês sabem! Esse hábito a gente já tinha antes da Helena nascer, mas aumentou muito devido as alergias alimentares dela, que nos impossibilitavam de comer em restaurantes. Aí piqueniques viraram nosso maior aliado pra sair da mesmice das marmitas, tão comuns na vida de pessoas alérgicas. É algo tão simples e que as crianças gostam tanto! Basta preparar as comidinhas e bebidas favoritas de vocês, colocar tudo em um cooler ou bolsa térmica, pegar uma toalha ou canga de praia, pedir pras crianças levarem alguns uns brinquedos e escolher um lugar legal. Essa é a maior vantagem de um piquenique, a vista! Por aqui, nossos piqueniques geralmente são na praia mas pode ser em um parque, um lago.. onde você quiser! E se estiver frio e chovendo? Aí é só achar um lugar com uma vista legal que dê pra parar o carro, abrir o porta malas, descer os bancos e fazer o piquenique dentro do carro! Basta usar a criatividade. Lá no ig até já mostrei uns piqueniques que fizemos no porta malas minúsculo do nosso carro e que a Helena amou! Estendemos o nosso tapete, colocamos umas almofadas, a Helena levou uns livros.. nós levamos café com bolo e algumas frutas, paramos o carro de frente pro mar e fizemos um picnic numa tarde de domingo fria e chuvosa aqui em floripa. Fácil e simples né?

7516842416_IMG_4274

picnic no carro

2- ACAMPAR
Acho que não tem uma criança no mundo que não queira acampar! Montar uma barraca, fazer uma fogueira.. contar histórias. É realmente uma experiência única e que as crianças não esquecem! Aí entram os poréns da vida adulta: não gosto de ir pro mato, não gosto de dormir ao ar livre, não tem lugar pra acampar onde moro e a lista se estende.. então vamos as soluções? Você não precisa acampar longe da civilização! Quase todas as cidades possuem camping e os campings fornecem tudo que você não se imagina sem: energia elétrica, tomadas, wifi, chuveiro quente, cozinha e por aí vai. Ainda sim não rola pra você? Então façam um acampamento no quintal de casa! Montem uma barraca, façam uma fogueirinha.. coloquem cadeiras em volta e pronto! Assim você pode fazer algo especial com seus filhos mas sem perder o conforto da casa.

7583945440_IMG_3075

IMG_1804

 

3- FESTA DO PIJAMA
A opção acima não rola pra você porque está chovendo, frio ou apenas não tem barraca? Faça o bom e velho forte no meio da sala! Quem nunca fez uma cabana de lençol e travesseiros no meio da sala não sabe o que é ser criança, não é? Afastem os móveis da sala, busquem o colchão de casal e todos os travesseiros e almofadas que encontrarem pela casa. Façam uma cabana com lençóis, preparem um chocolate quente e escolham um filme pra assistir juntos. Coloquem o pijama e façam uma festa do pijama.  Quer algo mais acessível e legal que isso? Pra quem mora em cidades frias e chuvosas como Floripa, essa opção é salvação! Fazemos sempre que está chovendo muito e temos preguiça de sair e é um sucesso.

7583910240_IMG_1579

 

4- CLUBE DO LIVRO
Temos o hábito de ler com a Helena desde que ela nasceu. Lemos todo dia! A medida que ela foi crescendo e aprendendo a falar e compreender as histórias, começamos a levar ela junto nas livrarias pra que ela escolhesse os próprios livros. Isso foi fundamental pra que ela permanecesse interessada na leitura, algo que as crianças vão perdendo o interesse a medida que crescem e descobrem o mundo dos desenhos e programas de televisão. Comprem um livro juntos e façam um clube do livro. Leiam juntos, conversem sobre a história, o que gostaram mais.. inventem finais alternativos, façam um projeto com base no livro. Na escola da Helena, foi feito um projeto literário em cima do livro do Pinóquio. Paralelo a leitura, foi feito atividades de pintura, fantoche, artes com palitos de madeira, foi ensinado palavras chaves da história em inglês… tudo relacionado ao livro. Resultado: a Helena ficou 1 mês inteiro “lendo” o livro, aprendeu palavras novas em inglês e português. Aprendeu sobre verdade x mentira, sobre marcenaria.. tantas coisas! Hoje, mesmo sem saber ler, ela abre o livro e conta a história inteira página por página, acrescentando detalhes da imaginação dela. Além de ser algo interessante pra fazer nas férias, o clube do livro é um hábito maravilhoso pra fazer em família e ensinar aos pequenos desde cedo a importância de ler.

IMG_6694


5- OBSERVEM A LUA E AS ESTRELAS

Esse eu deixei por último por uma razão especial. Eu e o Henrique adoramos ciência, astronomia e um pouco do astrologia também. Adoramos eventos astronômicos e observar os fenômenos juntos.. ir ao planetário.. Obviamente passamos essa paixão pra Helena e ela é obcecada pela galáxia, pelos planetas e tudo mais que esteja no céu.. ela ama saber curiosidades sobre esse assunto e tem várias na ponta da língua que adora contar para os outros rssss Dito isso, sempre que tem um evento pra visualizar algum fenômeno, a gente procura ir! Além de ser algo que desperta o imaginário das crianças, é extremamente educativo! E infelizmente, o campo da ciência tem despertado cada vez menos interesse nas novas gerações.. assim como as escolas tem investido cada vez menos nisso. Então que tal levar seus filhos pra fazer uma visita ao planetário? Que tal esperar uma noite de céu limpo e estrelado e procurar estrelas com as crianças, aprender o nome delas? E melhor ainda, que tal ver quando vai rolar algum evento e se programar pra assistir com a família?! Muitas cidades realizam eventos gratuitos pra visualizar esses fenômenos e contam com físicos pra explicar e tirar dúvidas, além de vários telescópios a disposição. A primeira vez que a Helena viu a lua através de um telescópio, foi muito marcante e ela lembra até hoje.

e como eu disse, deixei esse por último porque justamente HOJE, será visível a olho nu uma série de fenômenos. São dois fenômenos astronômicos: um eclipse total da Lua, o mais longo do século! E que também é conhecido como “Lua de Sangue” já que a lua adquire uma coloração avermelhada e “Marte em Oposição”, que deixa o planeta vermelho alinhado com a terra e com o sol. Fazendo com que a terra fique exatemente entre o sol e marte. Então basta olhar pro lado oposto do sol e você verá toda a superfície de marte que está virada pra terra, super brilhante. Incrível né?

lua-de-sangua-nasa
Lua de Sangue – NASA

 

2018-01-31-zm-mozaika-cc
Fases da Lua de Sangue

Esse evento acontecerá a tarde toda mas estará visível somente durante o pôr do sol! Pra quem mora em Florianópolis, ele estará mais visível no horizonte LESTE. Com melhor visualização nas praias do Campeche e da Joaquina. E pra quem quiser ver este fenômeno com um telescópio, a UFSC e o IFSC estarão realizando um evento no Mirante da Lagoa!

Se você não mora em Floripa, basta procurar no google e ver qual é o melhor local pra visualizar a lua de sangue na sua cidade, chamar as crianças e fazer um programa ÚNICO e super especial nessas férias.


Cris

Roteiro de 1 dia em Rancho Queimado

Quem nos acompanha lá no @familiaaventureira sabe que de vez em quando estamos em Rancho Queimado. Essa cidadezinha fica a 60km de Florianópolis (onde moramos) e apesar de ser super pertinho do litoral, ela tem cara, clima e gostinho de interior! Na nossa opinião, é uma das cidades mais lindas de toda Santa Catarina e nessa época do ano, as paisagens são de cinema. Não foi a toa que escolhemos nos casar lá! Por ser tão pertinho da capital, é o lugar perfeito pra passar o dia a dois ou com a família, aproveitar as paisagens e a gastronomia maravilhosa dessa cidade.

Pensando nisso, fizemos nosso roteiro de 1 dia por Rancho Queimado!

IMG_6341

Pra começar, recomendo ir pela manhã pra poder aproveitar o dia todo e também porque pelo fato de ser uma cidade pequena, os estabelecimentos costumam fechar cedo. Feito isso, vamos lá?

Chegando em Rancho Queimado, você vai passar pelo portal da cidade e logo em seguida já vai ver a fábrica da Pureza, que eu sei que não é bem um ponto turístico mas sim um patrimônio histórico do melhor refrigerante do mundo, não é mesmo? Rsss Quem nunca provou não sabe o que está perdendo e recomendo fazer uma parada.

IMG_1130

Continuando, um pouco mais pra frente, a esquerda, numa entrada discreta com uma plaquinha bem pequena escrito “Doce Rancho”, está um casarão antigo que é ponto de venda de chocolates artesanais. Os chocolates são deliciosos e o lugar é lindo! Vale a pena fazer uma parada, conhecer o lugar e comprar uns chocolates pra volta.

TWWV4940

BSSN6587

Seguindo adiante, passando por Taquaras, a próxima parada é a Casa de Campo do Governador Hercílio Luz, uma propriedade centenária que hoje está aberta a visitação e é o ponto turístico mais conhecido da cidade. A casa é utilizada como museu e abriga objetos pessoais e históricos do governador Hercílio Luz e de imigrantes alemães. Na parte externa, um jardim florido com direito a mesa de piquenique, bancos e uma vista linda pras montanhas. E como é época de pinhão, o chão fica praticamente marrom, coberto pelo pinhão que cai dos pinheiros espalhados pelo lugar.

EIYC4298

Ao lado da casa do governador, está uma casinha verde que é super conhecida por vender produtos coloniais como geléias, queijos etc.

Continuando na estrada principal, passamos pelo Galpão Tropeiro, um restaurante de gastronomia típica e resolvemos parar lá pro almoço. O nome já diz tudo. O restaurante é um grande galpão e a comida, típica tropeira, é feita em fogão a lenha! Uma delícia! Em especial, o entreveiro e a farofa de pinhão. Vale a pena ir até lá só pra almoçar nesse lugar, sério! Digo isso porque ele está sempre lotado e na maioria das vezes, por pessoas de cidades próximas.

Importante dizer que lá não aceita cartão e é preciso levar dinheiro! Isso vale pra maioria dos lugares em Rancho Queimado,  já que lá é praticamente impossível conseguir um sinal de internet e os poucos lugares que aceitam cartão as vezes encontram dificuldade.

Pra alegria da Helena, ganhamos algumas tangerinas recém colhidas do proprietário do lugar e seguimos o nosso passeio. Fomos pro lado oposto seguindo até o Mirante do Morro do Alto da Boa Vista. Um dos lugares mais lindos do Brasil e que foi cenário do nosso casamento em maio deste ano.  A mais de 1240m de altitude, é um campo imenso e completamente deserto que te dá uma vista de tirar o fôlego. São vários mirantes, é só seguir a entradinha de terra principal e pegar as estradas laterais pro mirante que você quiser. Devido a altitude, o vento é fortíssimo, além de ser muito frio. Inclusive no inverno, tem chance de neve! Mas a vista compensa! Então leve uma mantinha e aproveite pra ver o pôr do sol caso não esteja tudo coberto pela neblina.

5DM38117
Nosso casamento no Morro da Boa Vista

5DM38280

IMG_5209[1]

IMG_0273

Hora de descer, passamos pela Cascata Trisãmya, que é uma cascatinha pequena localizada praticamente na beira da estrada. Se você procurar no google, tem muitas fotos lindas dela.. mas já faz um tempo que o local parece abandonado e sem um local específico pra parar e conhecer. Então seguimos adiante e fomos tomar um café.

IMG_0375

Vou citar aqui dois cafés que nós gostamos e que conhecemos em ocasiões diferentes. O primeiro, é o KaffeeHaus, um café colonial típico alemão, localizado bem no centro de Rancho Queimado. O Café é servido direto na mesa e eles são extremamente atenciosos! Falamos das alergias alimentares da Helena e trouxeram pra nossa mesa várias opções sem leite pra que ela pudesse comer.

IMG_1172
KaffeeHaus

Na última vez que fomos lá, resolvemos conhecer o Kaufer Café com Morango, que fica na mesma estrada geral da Casa do Governador e do Galpão Tropeiro. Rancho Queimado é conhecida como a cidade do Morango e nesse café, não faltam opções com essa fruta. Também rola café colonial ou você pode se servir e pesar. Provamos muitas delícias e nossas preferidas, foram a cuca de frutas vermelhas e o famoso chá de morango que servem lá. O local é uma graça, tem vista pras montanhas e uma lareira bem gostosa que é acesa nos dias mais frios. Os dois lugares aceitam cartão.

IMG_6380.JPG
Chá de morango no Kaufer Café com Morango

Quando escurece, a cidade é tomada por uma neblina intensa e você dirige sem enxergar quase nada na frente. Então assim que vimos a neblina começar a baixar, resolvemos encerrar nosso café e voltar pra casa.

IMG_0391

E assim termina um dia maravilhoso em meio a estradas e paisagens saídas de um filme do nosso roteiro por Rancho Queimado! Espero que vocês gostem e quando forem pra lá, não esqueçam de usar a hastag #roteirofamiliaaventureira lá no instagram!


Cris